Artigos

Osteoartrite nos joelhos

Nesta revisão sistemática, publicada na Journal of Orthophedic & Sports Physical Therapy (JOSPT), os autores estudaram se existe déficit de força na musculatura do quadril em indivíduos com osteoartrite do joelho.

Os estudos selecionados para a composição da pesquisa comparavam a força do quadril em pessoas diagnosticadas com osteoartrite de joelho sintomática, com participantes de grupo controle saudáveis ​​foram incluídos na revisão. Uma metanálise com efeitos aleatórios foi aplicada a dados relevantes dos estudos incluídos e uma abordagem modificada de Avaliação, Desenvolvimento e de recomendações foram utilizadas para avaliar a qualidade da evidência para cada análise agrupada.

Dos diversos estudos encontrados, cinco foram incluídos nesta revisão. A metanálise revelou evidências de qualidade moderada da força de abdução isométrica e isocinética do quadril, mais fraca em pessoas com osteoartrite do joelho (diferença moderada: 7% a 24% mais fraca) e evidência de baixa qualidade para nenhuma diferença na força isométrica de adução do quadril. Houve evidência de baixa/moderada qualidade para a força isocinética do quadril, mais fraca nos outros planos de movimento (diferenças moderadas/grandes: 14% a 55% mais fracas).

A conclusão do estudo é que existem déficits significativos de força do quadril em pessoas com osteoartrite de joelho. A avaliação da força do quadril deve ser considerada na prática clínica e pode auxiliar na direção de estratégias para tratamentos específicos.

Já era de se esperar os achados deste estudo, pois as últimas evidências encontradas voltam a atenção para o trabalho com a musculatura do quadril e sua importância para o tratamento de diversas patologias do joelho, além da própria osteoartrite.

O cuidado a ser tomado é com relação ao esquecimento das outras abordagens, mantendo o foco apenas na musculatura do quadril. Não se deve abandonar as abordagens de outros grupos musculares como o quadríceps, isquiotibiais e tríceps sural.

Com essas informações valiosas, o Método Pilates se torna uma importante ferramenta para o tratamento e prevenção da osteoartrose, pois possui uma gama de exercícios que “poupam” a articulação do joelho e realizam o fortalecimento das musculaturas do quadril de uma forma muito mais segura que outras metodologias de trabalho, desde que sejam feitas por um profissional devidamente habilitado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *